img-fluid
18 de março de 2022

A evolução da educação financeira entre gerações

Sua vida teria sido diferente se tivesse aprendido como lidar com o dinheiro desde sempre?

Editor Mozper
por 3 minutos de leitura

A evolução da educação financeira entre gerações

Diferenças geracionais existem em todos os aspectos da vida. E quando o assunto é educação financeira, um tema tão falado recentemente, não poderia ser diferente.

Para entender como os brasileiros se comportam quando o tema é a educação financeira dos filhos, realizamos uma pesquisa em parceria com a Grimpa.

Para o estudo, foram realizadas entrevistas com 600 pessoas em todo o país, das classes AB e C. O nível de confiança da pesquisa é de 95% e margem de erro de 4% para leitura total. Confira os principais resultados a seguir.

1) Os pais não tiveram educação financeira na infância, mas conversam com seus filhos sobre o tema.

A grande maioria dos pais de crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos não tiveram acesso à Educação Financeira na infância. E, se tiveram, foram apenas noções básicas aprendidas muitas vezes com pais, mães e irmãos. Enquanto 82% dos entrevistados não tiveram ou tiveram apenas o básico de Educação Financeira, apenas 38% deles relataram ter aprendido sobre o tema na escola.

Apesar disso, a maioria dos entrevistados reconhece a importância da educação financeira para a vida e procura ensinar os filhos: 90% conversam com as crianças e adolescentes sobre os impactos das decisões financeiras na vida pessoal, e a importância da organização, equilíbrio e do controle financeiro.

É uma mudança geracional considerável. Antigamente, as pessoas tinham uma relação diferente com as finanças e acreditavam que a educação financeira era mais sobre aplicações e investimentos. Hoje em dia, constatamos que os pais mudaram seu comportamento com seus filhos, como um processo de reparação. Eles mudaram sua percepção sobre dinheiro e já veem a gestão do orçamento familiar como um conhecimento que deve ser passado aos filhos.

2) Quanto mais cedo, melhor!

Os pais não querem perder tempo. Para eles, a educação financeira deve ser introduzida desde cedo na vida dos pequenos. E não só em casa! Praticamente 60% dos entrevistados acreditam que o assunto deve ser ensinado também na escola.

Esses dados indicam que os pais reconhecem a importância da educação financeira para que as gerações futuras desenvolvam hábitos saudáveis e tomem decisões melhores na vida pessoal e profissional.

3) Os pais querem manter o controle dos gastos dos filhos.

A maioria (76%) das crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos recebem mesada dos pais. Se analisarmos somente a classe AB, o número sobe para 83%.

E é claro que para os pais, mães e responsáveis é imprescindível ter controle sobre os gastos dos filhos, seja por meio de planilhas, comprovantes de despesas ou extratos bancários — recursos, que por serem descentralizados, nem sempre são os mais eficientes.

Isso mostra a preocupação dos pais em monitorar e gerenciar o gasto dos filhos e em educá-los desde cedo sobre o valor do dinheiro e sobre a importância de se fazer escolhas financeiras sensatas.

4) Quanto mais conhecimento, mais autonomia!

Pais que adquiriram maior conhecimento sobre Educação Financeira na infância, hoje proporcionam mais autonomia aos filhos. Isso inclui cartões de débito e créditos próprios ou dos pais e conta corrente própria. Assim, as crianças e adolescentes começam a ter meios de pagamento próprios, aprendendo a lidar com o dinheiro com mais independência.

A nova geração já possui uma relação diferente com o dinheiro, em grande parte por causa das vivências do passado de seus pais, que entenderam de outra forma como lidar com suas finanças.

A pesquisa Mozper mostra não só a relevância da Educação Financeira para as famílias, mas também uma mudança de mentalidade. Pais, mães e responsáveis se mostram mais conscientes de que o legado financeiro de seus filhos também é uma de suas responsabilidades e começam a orientar os pequenos o mais cedo possível.

Por isso, a proposta do Mozper é mais do que dar acesso à produtos financeiros, é fornecer ferramentas e oportunidades para que pais tenham um diálogo sobre dinheiro com os filhos e possam educá-los para uma vida financeiramente responsável, de maneira fácil e divertida.

Editor Mozper
por Somos a equipe de produto e marketing da Mozper Brasil e criamos conteúdos para acompanhar nossos usuários na educação financeira de seus filhos.
Veja dicas para um ano de sucesso financeiro
15 janeiro

Veja dicas para um ano de sucesso financeiro

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Saiba como economizar no Natal com seus filhos
18 dezembro

Saiba como economizar no Natal com seus filhos

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?
6 dezembro

Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais