img-fluid
11 de maio de 2022

O futuro cashless e o fim do dinheiro

Sua vida teria sido diferente se tivesse aprendido como lidar com o dinheiro desde sempre?

Editor Mozper
por 3 minutos de leitura

O futuro cashless e o fim do dinheiro

Fazer pagamentos usando algo que não seja dinheiro físico não é exatamente uma novidade. O que podemos perceber é que, com o avanço da tecnologia, cresceu a variedade de métodos que podem ser usados ​​ao invés do dinheiro para fazer compras, quitar dívidas e muito mais.

A pandemia de Covid-19 levou mais pessoas a usar essas alternativas e acelerou a transição para um futuro sem dinheiro, trazendo mudanças e desafios para comerciantes e consumidores e balançando o setor de pagamentos digitais.

O estudo Global payments 2021: Transformation amid turbulent undercurrents, realizado pela McKinsey & Company aponta que a nível global, em 2020 os pagamentos em dinheiro caíram 16%, enquanto as transações cashless aumentaram em 6% de 2019 para 2020.

No Brasil, uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, mostra que durante a pandemia 45% dos entrevistados passaram a fazer mais pagamentos de forma online (incluindo transferências e PIX), enquanto 23% passaram a utilizar mais o cartão de crédito, e 21% passaram a utilizar o cartão de débito.

Reforçando a tendência, dados da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) mostram que os pagamentos por cartões de crédito e débito chegaram a representar 46,4% do consumo das famílias no último trimestre de 2020.

O que é uma cashless society?

Definido como “fenômeno econômico no qual as transações financeiras são realizadas eletronicamente” em oposição ao uso de notas e moedas, muitos especialistas consideram a cashless society — ou sociedade sem dinheiro — como o futuro.

Nesse cenário, todos teriam seu cartão eletrônico ou dispositivo para ser usado para processar e concluir transações. Alguns exemplos que já existem incluem: cartões de crédito e débito, carteiras digitais (e-wallets) e aplicativos, QR Codes, PIX e internet banking.

Perspectivas para o futuro

Com o declínio significativo do uso do dinheiro, o mundo vai caminhando, mesmo que em velocidades diferentes, para uma sociedade global verdadeiramente cashless. Em economias onde a imersão em tecnologias digitais se tornou mais completa, já estão acontecendo movimentos para eliminar o dinheiro, com o impulso vindo tanto de consumidores quanto de estabelecimentos que decidiram não mais aceitar dinheiro em espécie, e até de órgãos governamentais.

Alguns países estão muito mais próximos de um futuro sem dinheiro do que outros: o dinheiro representa apenas 5,4% dos pagamentos nos pontos de venda no Canadá, 4,5% na Noruega, 11,9% nos EUA e menos de 10% em lugares como Austrália, Hong Kong e Suécia. De acordo com o European Payments Council, as transações em dinheiro representaram apenas 1% do PIB da Suécia em 2019, e os saques em dinheiro têm diminuído constantemente em cerca de 10% ao ano.

No Brasil o cashless ainda está começando, mas a tendência é de crescimento. Um exemplo é o PIX: de acordo com o Banco Central, o sistema já é usado por 71% da população, que registrou 380 milhões de chaves.

A Mesada também virou cashless

Com a mesada não poderia ser diferente. Carregar as moedas do cofrinho ou o dinheiro da mesada já é um hábito que começou a desaparecer com o uso dos cartões. Isso significa que as próximas gerações já estão precisando se adaptar aos pagamentos com cartão e outros meios digitais.

Enquanto os cartões oferecem mais segurança e praticidade para as compras das crianças e adolescentes que não mais tem a necessidade de carregar dinheiro físico com eles, também trazem tranquilidade aos pais que podem depositar a mesada de maneira prática e acompanhar e controlar de perto os gastos dos filhos.

O Mozper é um cartão Visa especialmente pensado para crianças e adolescentes. Com eles, os pais administram tudo pelo aplicativo, depositam a mesada, criam regras de gastos, atribuem tarefas e definem metas de poupança. Dessa maneira, os pequenos tem uma educação financeira prática desenhada para a era digital.

Conheça mais sobre o Mozper!

Editor Mozper
por Somos a equipe de produto e marketing da Mozper Brasil e criamos conteúdos para acompanhar nossos usuários na educação financeira de seus filhos.
Veja dicas para um ano de sucesso financeiro
15 janeiro

Veja dicas para um ano de sucesso financeiro

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Saiba como economizar no Natal com seus filhos
18 dezembro

Saiba como economizar no Natal com seus filhos

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?
6 dezembro

Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais