img-fluid
9 de dezembro de 2021

Você sabe o que seu filho faz na internet?

Sua vida teria sido diferente se tivesse aprendido como lidar com o dinheiro desde sempre?

Editor Mozper
por 3 minutos de leitura

Você sabe o que seu filho faz na internet?

A tecnologia chega cada vez mais cedo às mãos das crianças.

As opções de entretenimento para este público são enormes, desde os canais de vídeo, passando pelos jogos, até as incontroversas redes sociais, que acumulam uma infinidade de perfis infantis e geram dúvidas aos pais sobre como permitir este acesso.

No Brasil, 85% das crianças e adolescentes com idades entre 9 e 17 anos têm acesso à internet, segundo dados da pesquisa TIC Kids Online Brasil 2017, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), que entrevistou esta população sobre o acesso nos últimos três meses: 100% da população das classes A e B disseram que possuem acesso, contra 94% na classe C e 80% nas classes D e E.

Deste número, quase a totalidade utiliza o celular como instrumento para acessar a rede (93%). Esta expressiva quantidade aumenta as chances de que as crianças tenham acesso às áreas de compra disponibilizadas em diversos aplicativos e no próprio sistema dos smartphones, jogos, vídeos para qualquer faixa etária com conteúdos, muitas vezes, impróprios.

Os riscos aparecem quando os pais não monitoram ativamente o que a criança faz diante da tela do celular ou do computador. De acordo com o TIC Kids Online Brasil, 30% dos responsáveis não apresentam uma postura fiscalizadora, o que é preocupante diante do acesso irrestrito que estas crianças e jovens possuem a qualquer conteúdo.

Diante dos números expostos, limitar o tempo on-line ou dar uma olhada no que os filhos estão consumindo digitalmente de vez em quando não é garantia de uma supervisão eficiente. De clique em clique, as crianças podem encontrar páginas, vídeos, jogos que não condizem com a idade e bater papo com estranhos, outro grande risco.

Por isso, alguns cuidados, por parte dos pais, não são exagerados. Algumas dicas de como podem lidar com esta situação:

1) Saiba diferenciar privacidade de fiscalização: crie um círculo de confiança no qual as crianças e adolescentes se sintam confortáveis em compartilhar suas informações;

2) Monitore-os conforme sua idade: com as crianças pode-se estabelecer um horário e local visível na casa para acesso aos eletrônicos. Com os adolescentes pode-se ter um pouco mais de liberdade e privacidade, porém é importante que os pais saibam quais aplicativos e programas eles estão utilizando;

3) Mantenha-se informado e estimule a conversa com eles: é importante sempre conversar e mostrar que na internet podemos encontrar coisas falsas e irreais. É importante que eles se sintam à vontade para conversarem sobre alguma experiência desagradável que já tiveram e que os pais possam contar sobre casos com repercussão na mídia, para que eles possam entender os problemas, visualizarem as consequências e ficarem atentos para não caírem em situações semelhantes;

4) Limite o tempo de utilização da internet: é importante que as crianças e adolescentes tenham uma rotina. A limitação de um horário para uso da internet, além de evitar o comprometimento das tarefas escolares, é benéfica para a saúde mental deles.

5) Considere instalar um software de monitoramento: os softwares podem identificar sites impróprios e rastreiam toda a atividade no computador, mas é importante que se fale aos filhos que os pais terão acesso a tudo que fizerem naquele dispositivo.

É muito importante que os pais estimulem outros meios de entretenimento, que não os digitais como jogos de tabuleiro, passeios ao ar livre, filmes, histórias em quadrinhos, livros e práticas de esportes. É de suma importância que a criança tenha outras opções de diversão.

E devemos lembrar, igualmente, que a utilização irrestrita da internet pode ser tão prejudicial quanto impedir integralmente seu acesso. Por isso, é fundamental para os pais equilibrar as duas coisas, para que o acesso aos conteúdos seja sempre saudável.

Qual a sua opinião sobre este assunto? Que outras medidas você já utiliza para saber o que seu filho faz na Internet?

Editor Mozper
por Somos a equipe de produto e marketing da Mozper Brasil e criamos conteúdos para acompanhar nossos usuários na educação financeira de seus filhos.
Veja dicas para um ano de sucesso financeiro
15 janeiro

Veja dicas para um ano de sucesso financeiro

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Saiba como economizar no Natal com seus filhos
18 dezembro

Saiba como economizar no Natal com seus filhos

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais
Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?
6 dezembro

Você sabe por que o símbolo da poupança é um porquinho?

Editor Mozper
por Editor Mozper 2 minutos de leitura
ler mais